Total de visualizações de página

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Espasmos...


Amar, realmente, é para poucos...
As coisas boas, de fato, estão difíceis...
Deus nos coloca como dom o livre-arbítrio...e o que escolhemos? Somos tão inteligentes, tão superiores aos animais irracionais que optamos o pior... tudo que nos destrói, deturpa, desfoca e nos arranca a essência...
Era para ser uma declaração de amor... mais uma poesia, dessas cheias de saudade e esperança no reencontro.
.. mas tanta coisa ruim me fechou à primorosa inspiração... e acabei aqui, refletindo como precisamos acordar...
Cada um faz sua escolha...
Por favor, não me venham perguntar "por que deu errado?" ou "por que fui desmerecido?!" ... Eu, simplesmente, não tenho mais que pensar nisso... observem por si só, já que todos são capazes de escolher! [são capazes, portanto, de refletir...]
Tem vezes, muitas vezes, que cansa...
Enquanto se luta pela paz, pela amizade e amor, por aquilo que Deus quer, há quem prefira, inclusive, duvidar disso... Mas é claro! O que está destruído não precisa da observância, mas da mais pura equalização: "seja como nós: para quê mudar?!"
Sem mais, não quero aprofundar...
Paz e bem...
....e "boa sorte"[?] a todos...


Nenhum comentário:

Postar um comentário