Total de visualizações de página

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Desabafar é bom, mas refletir é melhor...


As coisas poderiam, até, serem mais fáceis... mas, certamente, não teriam a mesma graça...

O sabor da conquista é inexplicavelmente incomparável... É único poder vencer uma batalha... principalmente quando se percebe estar em plena desvantagem... 
O melhor adversário, para uma batalha suficientemente prazerosa, não está no "outro": é vencer a si mesmo, vencer seus limites, ser mais forte em cada situação. Em verdade, não existem adversários... Existe, apenas, você mesmo e o seu desafio... Estar consigo e com o problema que lhe é pertinente... É o caminho que se trilha que faz com que a batalha valha à pena... que seja mais árdua, mais divertida ou mais simples e sem graça...
É preciso ser forte... Sim, é um jargão (quem sabe?!), um clichê, talvez... Mas todos precisam ser fortes para se chegar a algum lugar. Um recém-nascido não sai correndo do ventre da mãe no momento do parto. Muito pelo contrário! Até sua estrutura, ainda cartilaginosa, necessita "sofrer" para sair do refúgio em que se encontrou durante nove meses... Até que ele venha a engatinhar um dia, precisa fortalecer cada músculo do seu corpo... a começar pelo pescoço, pois é quem sustenta a cabeça na qual os olhos encontram-se prontos pra enxergar os caminhos... E as veredas não cessam por aí... há vias que levam à níveis cada vez maiores de dificuldade...
Viver é assim... é como andar de bicicleta: o desafio está em aceitar tentar, primeiramente... Depois vem o equilíbrio - lotado de desequilíbrio, claro... - e o anseio por voar sobre duas rodas... Sentir a brisa acariciando o rosto, ver o tempo passando em nossa volta, o sorriso a enlarguecer... até que venha o domínio sobre aquilo que, d'antes, fora desafio e que, agora, é algo prazeroso... Eis a vida nos ensinando que cada dificuldade é, apenas, mais uma forma frágil de encarar aquilo que nos fortalecerá. E se nos tornará mais fortes, por que deveríamos temer?! Por que temos tanto receio?! Por que temos tantas fraquezas?! Por que temos tantos por quês a serem vistos como necessitados de respostas?! Por que?!?!
A vida, simplesmente, acontece. Se permitirmos que a "necessidade de justificativas" tome conta de nossos pensamentos, não sairemos do lugar, tornando-nos verdadeiros “perecedores” estagnados... nada mais! Apenas isso... E enquanto acontece, enquanto o sofrimento nos cerca, enquanto o desafio ainda é dolorido e o nosso foco está voltado exclusivamente para a dor, não há graça alguma em olhar como o céu esteve azul ou o quão perfumado esteve o pequeno jardim suspenso de jasmim no qual passamos apressadamente por perto, com medo do desafio que era iminente... E se perde a essência daquilo que poderia estar nos fortalecendo... A essência do que nos traria algum motivo que, certamente, faria valer à pena o desafio...
Não se pode permitir que a dor seja o centro! Não! A dor é inevitável, mas o sofrimento, este sim, é opcional... É desperdício entregar qualquer segundo da vida ao sofrimento... É decidir por ficar empacado, atolado, atônito, certamente, pelo que não é viável ao processo de fortalecimento... Sejamos fortes, portanto...
E o maravilhoso processo da vida continua... E não fica estagnado esperando que nós voltemos a caminhar... Ele, simplesmente, continua... E a escolha ainda continua em nossas mãos... mas o tempo não escolhe esperar, pois a vida é movimento... Logo, a única escolha é continuar... lutar... vencer... Optar por ficar parado não faz com que o tempo cesse, nem que o nosso organismo entre em estado de hibernação... Antes fosse... mesmo assim, não sei se valeria à pena: seria como uma prisão perpétua, uma nova estagnação temporal, sem evolução, apenas de observar, sem viver... Valeria mesmo à pena?!
Poderia prosseguir... mas há muito que ser refletido. As idéias são inúmeras e necessitam organização... A mente precisa estar forte para que a temperança seja válida... e aquilo que venha tentar destruir os caminhos que levam à edificação possam ser devastados...
Resta-me repousar... 

Paz e bem...

2 comentários:

  1. Gostei da reflexão ^^' Ideias bem colocadas e ótima argumentação. P.S. : Adorei o blog :) Bjo

    ResponderExcluir