Total de visualizações de página

terça-feira, 15 de março de 2011

Lúgubre...

Rompeu-se o barulho com o pranto...
Um gemido único de dor brutal
Avassaladora d'alma minha... Vil
Momento em que me fragilizara...


Angústia perpétua d'um momento
Qualquer! Este, que não se esvai...
Ainda que saiba o quanto não é
Fortaleza: tristeza... sei que se vai...


E a moléstia da iniqüidade minha,
Da pequenez lúgubre deste ser,
É inefável por ser pertinente
Ao que não é inquebrantável...



Paz e bem a todos...

3 comentários:

  1. Lindo lindo tio leleliinho *----*

    ResponderExcluir
  2. parabéns mais uma vez pelo seu talento com as letras!!! Abraços fraternos em Cristo!!!

    ResponderExcluir
  3. Estimado amigo!! Ainda escreveremos juntos!!! rs... paz e bem!!! ^^

    ResponderExcluir