Total de visualizações de página

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Silêncio... (parte 3 - O Silêncio vem para o dom da observância...)

"O Silêncio é o mestre dos mestres, pois ensina sem falar..." São Bento Abade

(...)

"...E Deus fez o homem a Sua imagem e semelhança"

O Silêncio vem para o dom da observância...
Enquanto há tanto que ser feito, temos muito de influência... porque o mundo não nos quer livres... A influência vem para que não tenhamos a certeza das dádivas divinas...
Deus nos propõe liberdade... ELE mesmo não interfere em nosso livre-arbítrio! [sei que alguns ainda se questionam: e como pode? se alguém é cristão, está preso a alguma coisa!! e eu faço a réplica: SERÁ?? Prove, se tiver alguma COMPETÊNCIA... sem grosseiras da minha parte, claro...rs]

Percebo que já houve pensamentos sobre os títulos dessas reflexões..."Silêncio..." só pelo fato de já ter escrito bastante (relativa quantidade)... E onde está o silêncio?
Enquanto escrevia, não percebia que eu também fazia muito barulho [ah háaaa!!! vcs também acharam isso?! rs...] . Um pequeno GRANDE barulho, na verdade ^^ "A boca fala daquilo que está cheio o coração"... e eu necessitava esboçar algo que pudesse alcançar o íntimo de quem refletisse aqui comigo... Como posso vencer o barulho com o "Silêncio..."?! Parece complicado, mas não é...
Tudo que causa "Silêncio...", em um simples compacto do que aprendi, foi colocado nesses pequenos textos :)
E o silêncio teve início no barulho que nós fazíamos... Sim, joguei o "Silêncio..." na maior massa sonora que havia: os nossos corações...
Enquanto disputávamos, questionávamos, colocávamos para fora tudo o que estava entupido, entalado em nossas gargantas... esgotamo-nos... ah, sim... agora sim, há o mais belo som... o som do silêncio...
Nos mosteiros beneditinos [e agora gostaria de partilhar um pouco de minha vida, do meu aprendizado...] o silêncio é uma constante... e é chamado de REGRA... "O silêncio é absoluto..."
Na sagrada escritura há uma belíssima e densa afirmação que profere que "é necessário silenciar até se ouvir a voz de Deus", porque é lá onde Deus se encontra... no silêncio de nossos corações...
Muitas vezes passamos por tribulações... *dúvidas... e não sabemos o que fazer ou onde buscar auxílio... Neste momento [compartilho convosco] passo por um momento de decisão... de dúvida. Aquela dúvida onde nos descobrimos erradicados pelo "medo". Muitas vezes fazemos barulho com o intuito inconsciente de omitir ou fazer despercebida nossa fraqueza, nossos temores... E, por sermos humanos, esquecemos de buscar auxílio, pois somos egoístas... muitos dizem que "não aceitamos críticas", mas que necessitamos refletir que 'até quem sugere essa não-aceitação está, também, omitindo algo', ou seja: todos estamos à mercê do "barulho"...
E aqui retomo o ponto inicial da reflexão, concatenando as idéias: "Fazemos barulho objetivando justificar a ausência de silêncio".
Agredimos sem perceber... e não nos importamos... iniciamos conflitos por não termos ciência das palavras "e isso dá câncer", como diz a canção de Renato Russo... Fazendo uma alusão às células cancerosas, o que são senão uma aglomeração desordenada causada pela perda da sensibilidade das paredes celulares? Eis o "Barulho"... e para cada tido de "barulho" (o câncer) há um tipo de justificativa (tipos de "câncer")... E o Silêncio, simples cura, fica soterrado por inúmeras "coisas para coisas quaisquer", ficando difícil de se encontrar.
Como posso querer ouvir a voz de Deus se não faço silêncio? O silêncio é o dom de observar :) "Gato com dois sentidos não pega rato" e é verdade. Não posso me nomear "cristão" e ter um instante paralelo que seja repleto de promiscuidade, posso?! Como ouviria a voz de Deus se, sendo necessário o silêncio, faço tanto barulho? E como alcançar poderia à reflexão se há uma massa sonora que está ao meu redor?
O silêncio precisa estar no coração. É preciso que seja a base de todas as coisas, pois é no silêncio que tenho a graça de ouvir a voz de Deus. Silenciar é aprender. Não posso ouvir o outro se faço muito barulho ^^ E como poderia fazer exercer a caridade e o dom do conselho se não paro nem para prestar atenção no que meu próximo me fala? E mais... como poderia eu aconselhar, ouvindo alguém, se não faço silêncio para mim mesmo, objetivando adquirir alguma consciência, aprendizado...? Como posso dar amor, se só há barulho dentro de mim?
Deus é sabedoria em essência... e é preciso silêncio para se aprender... logo, se faço SILÊNCIO, permito que Deus seja Deus em minha vida e me preencha com o que NÃO É VAZIO: Sabedoria. Dizia São Bento que "a oração deve constituir-se em pedir FORÇA E SABEDORIA", ou seja, silêncio: "O silêncio é o mestre dos mestres, pois ensina sem falar" já que "é no silêncio que se pode ouvir a voz de Deus"...
Quantas observações... :)
Eis o dom do Silêncio...
Finalizo aqui com um pouquinho do que há em mim... um pouquinho só do que Deus colocou neste ser que também já foi bemmmm vazio :) E que ainda precisa silenciar muitoooooo!!
Deus abençoe cada leitor... Deus abençoe cada reflexão e cada semente plantada... Deus abençoe também a todos que a semente está no bolso, mas que um dia será semeada :)
Quanto a mim?! Sonho um dia poder ter uma alma forte como a árvore de carvalho :) Desejo o mesmo a todos vocês :)
Que a Santa Paz esteja sempre convosco!! E que o Amor da Virgem do Silêncio, Nossa Senhora, vos conduza até seu filho amado, nosso amado Mestre Jesus Cristo...
Paz e bem :)
Benedicite ^^

Nenhum comentário:

Postar um comentário