Total de visualizações de página

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

O pedestal...

Deus, para nossa pouca sapiência é um mistério. E, sendo-o, nossa insignificância busca compreender o incompreensível. É sabido que Deus é dotados das maiores potências... e mais: que ELE é rico em misericórdia e bondade infinitas. Então, por que não crer nas promessas dAquele que tudo sabe, do alfa e ômega, princípio e fim, Mestre dos mestres, Rei dos reis e Senhor dos senhores, e procurar viver sempre com o olhar focado nELE?
É tão maravilhoso poder fazê-lo... entretanto, ainda Deus sendo absoluta perfeição, nós, em nossas imperfeições, preferimos continuar trilhando a via de seres imperfeitos, evitando a graça de buscar sermos como o Cristo ("não sou eu quem vivo, mas o Cristo que vive em mim...") e abandonarmo-nos no cólo sagrado de Deus como sendo a última das últimas coisas (e, até, insignificantes) a se fazer. Somos imperfeitos, mas Deus, em Sua suprema sabedoria, nos Deus o que chamamos de animae, e que é o nosso diferencial...
Muitos esquecemos disso, logo, esquecemos de Deus... por fim, esquecemos de pô-LO no devido lugar de nossas vidas: o mais alto pedestal.

Benedicite...

Um comentário: